Entrevista para o Claremore Progress

Taylor Momsen concedeu uma entrevista para o site The Claremore Daily Progress falando sobre o "Who You Selling For", processo de criação e mais. Confira:



Taylor Momsen revela sua alma no novo álbum de The Pretty Reckless, "Who You Selling For", com a crueza que os fãs esperam.

Neste álbum, como nos anteriores, Momsen diz que não há limites.

“-Exceto Autotune” - diz ela. "Isso é chato. Não andamos nessa área.

Há algo inesperado na música da TPR que mantém os fãs engajados.
“Mas é por isso que eu amo tanto o rock n 'roll, é a liberdade. Ele abrange tudo - é pop, é jazz, é blues, é soul, é country. Então, como compositora, é algo que me dá tanta liberdade para explorar e ir lugar diferente, e ainda continua sendo rock n 'roll", ela disse para o Progress. "Não há barreiras ou limites. Assim que você coloca limites em si mesmo, quando você está escrevendo, você está atrofiando a si mesmo e não permitindo que a música seja tão boa quanto poderia ser”.

Quando se trata de criação, Momsen diz que ela não se contem.

"Toda vez que você realiza qualquer tipo de grande feito, seja escrevendo uma canção, lançando um álbum, terminando uma turnê. Toda vez que você termina uma coisa enorme você está deixado um tipo de vazio pois você colocou tanto de si mesmo naquilo. Você é deixado com um tipo do buraco e você tem que achar algo para preencher isso. É por isso que há um clichê que todos os rockstars usam drogas e álcool, tentando preencher esse buraco. Eu tento preenchê-lo com mais música - e álcool ", disse ela.

Momsen diz que os deuses e ídolos do rock devem permanecer velados.

"É por isso que eu não quero conhecer meus ídolos. Eu não quero conhecê-los. O novo paradigma com a mídia social é você estar tão conectado com todos, o que é ótimo em alguns aspectos. Mas ao mesmo tempo eu não quero conhecer meus ídolos pessoalmente porque tudo o que eu construí na minha cabeça sobre eles, que eles são esses deuses, eu prefiro não saber que eles são humanos. Quero que permaneçam deuses", disse ela. "Você quer se conectar com seus fãs e fazer com que eles entendam a sua música, mas ao mesmo tempo você quer ficar um pouco privada, separado para que eles possam ver a música de uma forma grandiosa".

Os vislumbres que ela dá sobre sua vida pessoal não é muito. Momsen diz que ela é "muito caseira, do tipo tímida." Quando ela está em casa, ela está criando e se recarregando.

Enquanto sua arte e música são grandiosas, a inspiração por trás delas também é. Momsen diz que ela se inspira em tudo - filmes, livros, pinturas, arte, o mundo.

"Isso é algo que eu faço quando começo a escrever um novo disco. Eu mergulho em todos os tipos de arte, de livros para pinturas e todos os filmes que me inspiram. Eu pinto. Qualquer coisa que mantenha sua mente aberta e criativa", disse ela.

Momsen é firme sobre romper com sua carreira temporária de atriz e construir sua própria carreira na indústria da música - "Eu não sou muito boa em seguir conselhos. Sou mais a que comete seus próprios erros e aprende com eles. Eu não sou boa em seguir as regras. Minha estrada não será a mesma que a de qualquer outra pessoa, então em que o conselho deles vai servir pra mim?".

TPR recentemente retornou de uma turnê na América do Sul e estão se preparando para um turnê de verão ao lado de Soundgarden. A banda também está programada para retornar ao Rocklahoma novamente este fim de semana do Memorial Day.
Eles já tocaram lá duas vezes antes, mas Momsen diz que o desempenho neste ano será algo totalmente novo.

Momsen diz: "A banda realmente amadureceu e o som cresceu. O novo material é muito, muito divertido de se tocar ao vivo. É um show que os fãs não viram antes. Se você nos viu em Rocklahoma, é um show totalmente novo desta vez. É uma explosão.”
Tradução por Fc Cold Blooded.
FAÇA SEU COMENTÁRIO