Entrevista da Taylor para Refinery29 sobre a parceria com a Marvel



A Marvel apresentou um novo vídeo sobre a personagem Capitã Marvel e a música escolhida como trilha sonora foi Wild City do novo álbum da The Pretty Reckless, Who You Selling For. Taylor Momsen deu uma entrevista ao site Refinery29, falando sobre a parceria da banda com a companhia de quadrinhos. Confira:

Conte-me um pouco sobre a colaboração com a Marvel.
Foi uma ligação muito emocionante de receber. Eu sou uma grande fã da Marvel, então qualquer chance de vincular nossa música com a Marvel é muito animador para nós.

O que atraiu você para o projeto em particular – há algo sobre Carol Danvers que fala com você?
Bem, ela é a super-heroina mais poderosa no universo Marvel, então obviamente, como mulher, posso me identificar com isso. Se você pudesse ser uma super-heroina, não ia querer ser a Capitã Marvel?

Com certeza. Você era fã antes? Há quanto tempo você lê quadrinhos?
Provavelmente a minha vida toda. Eu fui mais a fundo na minha vida adulta, quando os filmes saíram, mas meu pai era um enorme fã de quadrinhos. Todos da banda [somos] grandes fã de quadrinhos, então isso faz parte da minha vida há muito tempo. Quero dizer, minha guitarra tem o The Punisher nela!

Como você veio trabalhar no projeto? A Marvel aproximou-se de você com uma música em particular?
Eles se aproximaram de nós e escolheram a canção “Wild City”, que é sobre uma garota na cidade, então meio que encaixa com o fato de Carol Danvers ser uma mulher poderosa na cidade.

Os quadrinhos ainda são vistos como um espaço dominado pelos homens. Por que você acha que as mulheres também devem ler quadrinhos?
Eu acho que os quadrinhos – assim como a música ou qualquer tipo de entretenimento – permite uma fuga da realidade, e eu acho que é algo bem válido.  Tipo, não é só uma fuga, mas pode fazê-lo sentir como algo maior do que nossa humanidade cotidiana, e isto te dá algo para se inspirar. Os quadrinhos definitivamente ajudam na criatividade. Eu acho que se você é uma mulher ou um homem entrando nos quadrinhos, todo espaço é poderoso.

Eu estava conversando com Margie Stohl e Sana Amanat da Marvel, e falamos sobre como, sempre que leio sobre histórias em quadrinhos ou filmes, a Carol Danvers é meio que vista como a versão feminina do “Iron Man” ou a “versão feminina” de algo. O que você acha que é preciso para as pessoas a verem um enredo dirigido por mulheres pelo o  que ele é, e não como a versão feminina de outra coisa?
Eu acho que todo mundo tem uma perspectiva diferente sobre isso. Quero dizer, para mim, eu sou obviamente uma mulher em uma banda de rock, mas eu realmente não vejo dessa forma. Eu vejo isso como todos nós tocando música e todos nós fazendo a mesma coisa, mas definitivamente há um estigma nisso que eu acho que não foi embora ainda, mas certamente está começando a se dissipar mais e mais. Você está vendo cada vez mais mulheres como front-band; você está vendo cada vez mais artistas femininas surgindo. Então eu acho que isso é uma coisa boa. Acho que a separação de gênero está começando a se dissolver mais do que no passado.

Você tem um super-herói favorito?
Eu tenho vários super-heróis favoritos, eu não posso escolher apenas um. Sou uma grande fã do Thor, da Capitã Marvel, sou uma grande fã do The Punisher, então é difícil escolher apenas um super-herói. Acho que vou com The Punisher , só porque está na minha guitarra e ele é tão mal, como você não pode gostar do The Punisher?

Você está animada para o filme? Você tem opiniões sobre a Brie Larson interpretando Carol Danvers?
Estou super animada; sou uma grande fã dela. Eu acho ela muito talentosa, então estou muito animada para ver o que ela fazer com o personagem. Eu amo o  filme “The Room”, ela estava fantástica, então estou bem animada para ver o que ela fazer com a Capitã Marvel. Eu acho que ela foi uma ótima escolha.

Eu sei que você disse que nunca atuaria novamente, mas você já considerou talvez se envolver em um filme Marvel?
Eu sempre disse, atuar é como se fosse minha infância neste momento, é como se fosse uma vida passada, mas eu sempre digo que se houvesse uma chance de voltar a atuar teria que ser com a Marvel, porque quem não quer ser um super-herói?

Quem você gostaria de ser como super-herói?
Eu meio que pareço com a Carol Danvers, mas eles não me ligaram. Eles chamaram a Brie Larson. Ela conseguiu meu papel…

Que qualidades são heróicas para você?
Bem, eu acho que a força é heróica. Ter, não apenas força física, mas força interior e poder real, o que é obviamente o que torna os quadrinhos tão divertidos. Eles pegam elementos humanos de poder e capacitação de mulheres e homens e os colocam nesta categoria de “super”, que todo mundo quer ser. Tipo, se você pudesse ter superpoderes, todos não diriam “sim” a isso? Então eu acho que ter poder interno e força é uma qualidade que deve ser apreciada.

Se você pudesse ter um superpoder, qual você escolheria?
Essa é uma pergunta difícil. Voar não seria ruim, eu acho que seria muito legal voar. Esse seria provavelmente o meu poder número um, e super-força. Quero dizer, se você pudesse ser super forte, isso não faria mal a ninguém – ou faria.

Que outros projetos você tem a seguir?
Acabamos de lançar nosso último disco, Who You Selling For, então estamos nos preparando para voltar em turnê pela Europa e depois vamos para a América do Sul
.  Nosso novo single, “Oh My God”, acabou de sair e estamos nos preparando para lançar o vídeo, o que é muito animador, então se você ainda não ouviu, confira!

A iniciativa “Marvel Music Spotlight” visa introduzir novos fãs no universo de quadrinhos através da música. Você vê um futuro na música destacando os quadrinhos e vice-versa?
Eu acho que definitivamente poderia haver uma parceria. Na minha opinião, a coisa mais próxima da realidade em ser um super-herói é uma estrela do rock. Eu não posso voar, então eu peguei um microfone ao invés. Acho que definitivamente há uma combinação de poder, em ser uma front-band. A música capacita as pessoas, os quadrinhos podem capacitar as pessoas, e elas realmente permitem uma fuga criativa. Acho que há definitivamente um ponto de fusão que faz sentido.

O que você espera que as pessoas tirem deste vídeo?
Eu espero que eles conheçam a Capitã Marvel, e espero que eles comecem a investigar o personagem e realmente entrem de cabeça nela porque o filme vai ser incrível. Espero que eles saibam quem eles vão ver.

Tradução por OnlyTPR.


FAÇA SEU COMENTÁRIO