Entrevista para a revista Billboard


Taylor concedeu uma entrevista para a revista Billboard onde falou sobre o momento atual dos Estados Unidos, gêneros na música e a possibilidade de a banda ter lançado um álbum duplo. Confira abaixo:

Taylor Momsen da The Pretty Reckless sobre porque o Rock não está morto - apenas em um "estado transitório"!

Para Taylor Momsen, escrever é terapêutico. Ela tem apenas 23 anos, mas a vocalista da banda de hard rock, The Pretty Reckless, gastou 21 desses anos na indústria. Uma garota do showbiz cujos pais se mudaram de cidade em cidade, ela foi colocada como modelo aos dois anos de idade, e em seguida, no cinema e televisão - Momsen interpretou Cindy Lou Who em O Grinch e mais tarde Jenny Humphrey no drama de tv adolescente Gossip Girl. Mas uma vez que ela tinha idade suficiente para tomar suas próprias decisões, ela desistiu de tudo pela música.

"Eu parei tudo e comecei uma banda porque isso é o que eu sempre quis fazer", Momsen diz a Billboard por telefone. Ela cresceu na coleção de discos clássicos de seu pai - The Beatles, The Doors, Pink Floyd - ela tinha uma propensão ao longo da vida para o rock (até aprendeu sozinha a tocar guitarra), uma paixão que se fortaleceu quando viu The White Stripes ao vivo em um show, um de seus primeiros shows. "Foi super alto e eu estava deslumbrada pela forma como duas pessoas poderiam fazer tanto barulho no palco", lembra ela. "Foi o momento que me fez querer tocar rock n'roll para viver."

Momsen, que começou a escrever canções em uma idade muito jovem, nunca tinha achado uma saída para elas até que ela conheceu seus companheiros de banda, o guitarrista Ben Phillips, o baixista Mark Damon e o baterista Jamie Perkins. Mesmo que agora eles estão quebrando recordes como a primeira banda liderada por uma mulher com três canções consecutivas no topo das paradas, um feito realizada pela última vez por The Pretenders em 1984, Momsen não ver estatísticas, sexo ou limites de gênero. "Eu só estou fazendo música", diz ela. "Eu não vejo uma diferença quando se trata de sexo na música - uma boa música é uma boa música. Não importa quem está entregando isso, se ela é bem entregue e a música é boa, eu vou ouvi-la. Eu não vejo isso como uma separação desse tipo. "

Momsen também não concorda com o mantra frequentemente repetido de que o rock está morto. "Eu acho que a música rock está em um estado transitório. Eu acho que toda a música está no momento, com um novo paradigma e a maneira como a música está sendo liberada. Está tudo mudando agora e eu não acho que esteja realmente resolvido. Eu não acho que ninguém descobriu o novo botão ainda".

The Pretty Reckless, que está em turnê em apoio do seu terceiro álbum Who You Selling For, preferem que cada ouvinte interprete o álbum em seus próprios termos. "Quando você solta a música, ela já não pertence a você", explica Momsen. "Ela pertence ao mundo. Ao defini-la você está traindo o gozo da música e quão ampla ela é ".

Ela é altamente metafórica e fica longe de qualquer coisa que restringe sua abordagem criativa. Ela nem quer conhecer seus ídolos, diz ela, porque ela tem medo de destruir a ilusão que ela construiu em sua mente. Tome Soundgarden, por exemplo, para quem a banda abriu no Quebec Festival. "Um Olá rápido foi o mais perto que eu queria", diz Momsen sobre Chris Cornell, um de seus maiores ídolos, juntamente com Robert Palmer e John Lennon. "Eu gosto do que eu criei na minha cabeça."

Mas não é uma existência auto-sustentável. Ela sente que experiências universais sempre encontram um caminho para entrar em suas composições. "Quando você visita e vai para todos esses lugares você vê que todo mundo está passando pela mesma dor", diz ela. "Então você olha isso na tela da televisão e todos nós parecemos tão divididos, mas não é o caso. Todo mundo está apenas tentando sobreviver".

"É uma bagunça agora, tudo, não apenas a eleição. Eu não sei o que está acontecendo no mundo agora, mas eu tento colocar minha cabeça em torno dele e eu não posso. Eu me sinto como todos os outros. Acho que todo mundo está com as mãos no ar com uma espécie de 'que diabos está acontecendo?' Eu ainda estou pensando sobre isso ".

Com tudo o que acontece no mundo, Momsen escreveu material suficiente para encher dois álbuns. A banda considerou lançar um álbum duplo, ela admite, mas a ideia foi abandonada. "Nós esperamos estar de volta no estúdio, mais cedo ou mais tarde."
Tradução por Fc Cold Blooded.
FAÇA SEU COMENTÁRIO