Entrevista da Taylor Momsen para o Yahoo! Music



Confira a entrevista traduzida da Taylor Momsen para o site Yahoo! Music:

Há uma boa razão para Taylor Momsen estar farta da mídia. No entanto, é igualmente compreensível o porquê de a mídia grudar em Momsen como chiclete em um tênis. E agora, em uma entrevista invulgarmente franca, Momsen fala sobre a nudez que está atraído tanta atenção.

Momsen é jovem, atraente e irreverente. Ela não acredita em limites, visualmente ou sonoramente - e no segundo álbum de sua banda The Pretty Reckless, "Going to Hell" , ela conta com metáforas visuais gráficas para comunicar temas de tentação, corrupção e pecado.

Às vezes, isso significa que a ex atriz de 20 anos, mais conhecida por Gossip Girl, mostra um pouco (ou muito) da sua pele. A capa do "Going To Hell" retrata Momsen nua de costas, seu corpo decorado com uma cruz gigante que aponta  para suas nádegas. O vídeo do segundo single, "Heaven Knows", inclui uma cena rápida de frente da Taylor com a mesma cruz da capa do álbum, pintado horizontalmente para cobrir os seios, com a flecha apontando para baixo, terminando em uma cauda do diabo em suas regiões inferiores.

Ainda assim, Momsen insiste que suas aspirações artísticas são mais do que superficiais.

"A intenção era de criar arte, e não provocar controvérsia", Momsen diz ao Yahoo Music. "Enquanto você assiste ao vídeo, há muita metáfora envolvida. Cada cena é específica e cuidadosamente construída. A cena que todos estão se referindo nem foi feita para ser chocante. Foi feita para ser uma versão animada da capa do álbum; não é o foco do vídeo. Por isso passa tão rapidamente."

Embora ela tenha escolhido um caminho espinhoso para o sucesso, Momsen sempre quis ser levado a sério como músico, mesmo aos 16 anos, quando ela estava emulando Wendy O. Williams colocando fita em seus seios, levantando a blusa, e dançando sensualmente com mulheres no palco. Com o 'Going To Hell' ela decidiu suavizar suas ações.

"Eu costumava usar espartilhos personalizados e que eu chamo de minhas roupas de palco 'Light Me Up' " Ela diz. "Eu era uma adolescente, confusa sobre a sexualidade, e passando por mudanças e me tornando uma mulher. Agora eu tenho 20 anos, e eu sinto que me descobri um pouco mais.  Minhas roupas de palco mudaram. Eu estou muito mais coberta, porque eu realmente quero que tudo seja sobre a música."

Ah sim, a música. Se a The Pretty Reckless escrevesse letras repetitivas de rock de garagem ou heavy metal unidimensional eles seriam facilmente escritos como heróis descartáveis para adolescentes loucos por sexo. Mas 'Going To Hell' é hiper-carregado, expressão multifacetada de angústia juvenil; ele também é composto com letras fortes que revelam uma abundância de influências musicais que abrangem a historia do rock dos anos 60 até o presente. De música a música, tem lufadas de Led Zeppelin, Beatles, The Rolling Stones, T. Rex, Black Sabbath, Fletwood Mac, Nirvana, Garbage, Blondie, e Alice In Chains com os riffs descarados e vocais cáusticos sem ser flagrantemente derivado.

“Eu fui para o processo de escrita com a ideia de não ter parâmetros,” Diz Momsen. "Eu não estava escrevendo para a rádio, a industria, os fãs, o ouvinte, jornalista, ninguém. Eu realmente queria escrever para mim mesmo e ver onde isso me levaria. E terminamos com um álbum que deve ser ouvido do inicio ao fim."

Por enquanto, Momsen está dedicada à turnê mundial com o The Pretty Reckless e escrever mais álbuns (ela já tem material para metade do próximo disco da banda). Enquanto ela passou a maior parte de sua vida entre 2002 e 2012, atuando em filmes e na TV, ela não tem pressa em voltar à Hollywood.

"Eu não estou procurando papéis para atuação de jeito nenhum." Ela Diz. "Mas de novo, eu ainda tenho apenas 20 anos e se algo perfeito aparecer, talvez eu considere. Tipo se Joss Whedon me ligasse e dissesse que me quer no próximo "Os Vingadores" eu provavelmente não diria não - não por ser famoso, mas porque eu amo Joss Whedon e eu adoro "Os Vingadores" e eu quero ser o Thor." 

Tradução por Fc Cold Blooded

FAÇA SEU COMENTÁRIO