Entrevista da Taylor Momsen para a Grazia Magazine.

Leia abaixo a entrevista da Taylor Momsen para a Grazia Magazine traduzida:

Com apenas 20 anos, Taylor Michel Momsen é o claro exemplo de alguém que sabe o que quer e não se deixa surpreender pelas vaidades do caminho para consegui-lo. Apesar de que sua carreira ter começado como modelo e atriz, e seu verdadeiro sucesso foi graças a ter um dos papéis co-protagonistas na famosa série Gossip Girl, é a música que, nas suas próprias palavras, sempre alimenta sua vida.

A história conta que foi graças ao seu pai, que a levou a um concerto de The White Stripes, que ela descobriu seu interesse pelos palcos.“Antes disso, o único concerto que eu havia estado era o da Britney Spears”, comenta a cantora ao contar a história da banda  ”Estava fissurada em The Beatles e amava Led Zapellin, The Who, Pink Floyd, Oasis… Todos meus idolos do rock são homens!”. Fica claro o porquê da escolha do seu gênero. Faço o que quero. Desde o final da década passa, TM decidiu, junto a Ben Phillips (guitarra), Mark Damon (baixo) e Jamie Perkins (Bateria), formar a The Pretty Reckless, a banda que logo roubou por completo sua atenção e que, entre guitarras, fortes acordes e uma pronunciada inclinação se fazia o rock, estão a ponto de lançar oque será o disco mais honesto que já foi feito até hoje, e como o esperado o verdadeiro ponta pé na sua carreira na música. “Este álbum é sobre a vida e as letras são para que cada um as interpretem de sua maneira”, e adiciona também o guitarrista, “Não é um disco de feliz de pop…”.

Em grazia nós fomos a Los Angeles para falar com Taylor que nos contara pessoalmente como e por quê se decidiu pela música, e sobre seus planos e expectativas com o novo material da The Pretty Reckless.

“Escrevo o que eu gosto e são as próprias canções que ditam o som”.

Acredita que seu estilo tem uma definição?
 “Só acordo e coloco o que me faria sentir bem naquele dia. Realmente não saberia como defini-lo haha”

Por que levou sua carreira na música mais a fundo do que levou na atuação?
“Minha vida sempre esteve focada na música! Simplesmente, por fim estou tendo reconhecimento por ela. Eu não escolhi a música, a música me escolheu. “

Como definiria seu gênero musical?
“Escrevemos canções na guitarra e seja o que for. Uma vez que define algo, está limitado a essa definição. E, sabe de uma coisa? Não quero estar limitada nunca.”

O que você acredita que te empurrou a fazer o estilo de canções que caracteriza a The Pretty Reckless?
“Escrevo o que eu gosto e são as próprias canções que ditam o som. A inspiração vem da necessidade de se expressar. “O que sente quando está cantando e tocando em um palco?” Energia, vida… É difícil explicar. Eu desfruto!”




tradução por: Taylor Momsen Brasil.
FAÇA SEU COMENTÁRIO